sexta-feira, 27 de novembro de 2015

PARAÍSOS FISCAIS
Mensagem 60.
Os países pobres não dispõem dos chamados “paraísos fiscais” para captar o dinheiro sujo, vindo do tráfico, de organizações criminosas, dos políticos corruptos, para depois, emprestá-lo, como dinheiro limpo.
Assim, estes países pobres tornam-se reféns e escravos do agiotismo dos países ricos.
O dinheiro sujo saiu dos países pobres e depois volta a eles como dinheiro limpo.
Os países pobres perdem duas vezes: primeiro é o dinheiro que sai ilegalmente, e depois é a volta desse dinheiro na forma de empréstimos.
Só o cooperativismo limpo e honesto dos países pobres, na criação de um banco internacional, com recursos próprios para ajuda mútua, é que pode livrá-los de tal situação.
Aliás, o nome mais adequado para tais receptadores seria “infernos fiscais”, pois são eles que sustentam a corrupção neste planeta.
Paraíso só existe um.
Aquele criado por Deus para os espíritos purificados pelo batismo das virtudes.
A corrupção e os paraísos fiscais
Reprodução de capa do Globo (jornal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.